Você tem acompanhado a campanha de demonização do óleo de coco?

Hoje me sinto na obrigação de fazer um depoimento em relação a esse tema, uma vez que aqui em casa consumimos uma boa quantidade de óleo de coco (OC) extra virgem e para conseguir melhor preço, precisamoscomprar uma quantidade mínima de baldes com pouco mais de 3 litros que dividimoscom alguns amigos que também apreciam essa iguaria.

Cocos nucífera: a árvore da vida

Se você tem interesse em aprender a testar e identificar as necessidades nutricionais e suplementares pessoais, inscreva-se na nossa lista.

A despeito de todas as evidências favoráveis ao uso de óleo de coco estamos vendo a tentativa de manipulação da opinião pública e fortalecimento do consumo de óleos que são reconhecidamente aberrações industriais, como os de soja, milho, girassol e canola, entre outros.

A citada campanha tem participação ativa da Sociedade Brasileira de Metabologia (Sbem) e da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), cujos comunicados o Jornal Folha de São Paulo reproduziu e enfatizou.

Nos Estados Unidos temos um cenário parecido. O Center for Science in the Public Interest (Centro de Ciência do Interesse Público (CSPI) ainda mantém que não há provas de que o óleo de coco seja saudável. Só para termos uma ideia de onde isso pode chegar, essa instituição americana apregoa que o medo dos organismos geneticamente modificados (OGM) é irracional e que os alimentos transgênicos são seguros para alimentação humana.

Será mesmo que alguém em sã consciência pode pensar que óleos industriais sejam mais saudáveis que o óleo de coco? Esta manhã, quando coloquei o óleo de coco no café e tomei uma colher de chá, pensei que não podia deixar de registrar depois além do ótimo leve sabor do coco, o agradável aroma.

O OC vem sendo estudado por inúmeras pesquisas e muitas resultam que os benefícios do óleo de coco são, de fato, inegáveis.

Posicionamento

O posicionamento oficial da Associação Brasileira de Nutrologia não começa bem quando se refere a prescrição do óleo de coco. Na verdade estamos tratando de um macronutriente alimentar, no caso gordura. Por lógica, alguém que continue comendo a mesma quantidade de calorias e passe a ingerir óleo de coco, certamente não vai emagrecer mesmo.

Esse posicionamento tem base em dez referências, as quais algumas não sugerem necessariamente que óleo de coco não seja bom para a saúde. Veja a listagem abaixo para verificar o foco de cada referência citada.

Apenas a leitura do resumo dos artigos já mostra o escopo do trabalho e faz questionar o que não estaria por trás desses posicionamentos.

Entre as referências do posicionamento oficial da Abran, algumas exaltam os benefícios tanto do coco quanto do óleo de coco. Apenas um estudo, o terceiro, diz diretamente que o OC pode aumentar o perfil lipídico do usuário. Na verdade, os resultados dessa pesquisa podem ser interpretados como aumentando o perfil lipídico mas para melhor, ou seja melhorando a relação coleterol total (CT), HDL e LDL. Para entender melhor, consulte nosso ebook e minicurso gratuitos A Verdade sobre o Colesterol.

Abaixo vou inserir um comentário sobre os resumos dos artigos citados pela Abran.

12. Benefícios do Óleo de Coco

Também vou incluir uma série de outros estudos científicos que confirmam a qualidade e benefícios do óleo de coco. Com base nessas pesquisas, vou adiantando alguns dos benefícios gerais para a saúde do consumo de óleo de coco:

1. Coração. Melhora a relação colesterol total, LDL e HDL, promove propriedades anti-inflamatórias e analgésicas e de redução da febre.

2. Cérebro. As cetonas funcionam como fonte de energia alternativa para células cerebrais, ajudando na doença de Alzheimer.

3. Sistema imunológico. Propriedades antifúngicas, antibacterianas e antivirais.

4. Perda de peso. Excelente combustível para aumentar saciedade e assim diminuir a gordura corporal.

5. Digestão. Ajuda a absorção diminuindo pico de insulina na corrente sanguínea.

6. Pele. Reduz rugas e mantém tecidos conjuntivos fortes e flexíveis.

7. Ossos. O óleo de coco tem demonstrado reduzir o estresse oxidativo dentro do osso, o que pode impedir danos estruturais no osso osteoporótico

8. Tireoide. Ao contrário do óleo de soja e outros óleos vegetais, o óleo de coco não interfere com a tireoide. Ajudar tanto no hipotireoidismo quanto no hipertireoidismo.

9. Cicatrização. recuperação da ferida por queimadura.

10. Saúde bucal. Limpeza oral e pasta dental.

11. Protetor solar. Bloqueia raios UV em 30%.

12. Limpeza e beleza. Além desses, também tem outras utilidades como produto de limpeza e beleza, creme hidratante e até repelente.

Vale consultar

Não deixe de consultar o Coconut Research Center (centro de pesquisa do coco) e Coconut Oil.com

Se você tem interesse em aprender a testar e identificar as necessidades nutricionais e suplementares pessoais, inscreva-se na nossa lista.

Comentários sobre os artigos de referência do posicionamento da Abran

[1] Martins JS, Santos JCO. Estudo comparativo das propriedades de óleo de coco obtido pelos processos industrial e artesanal. Blucher Chemistry Proceedings vol 3, 2015.

abran1

Comentário: leia o título e principalmente a última frase para entender o escopo do trabalho.

[2] Marina AM, Che Man YB, Nazimah SAH, Amin I. Chemical Properties of Virgin Coconut Oil. J Am Oil Chem Soc 86:301–7, 2009.

abran2

abran 2.1

Comentário: veja principalmente a última frase: “Esses resultados sugerem que o óleo de coco extra virgem em termos de propriedades químicas é tão bom quanto o óleo de coco refinado e desodorizado com o benefício extra de maior conteúdo fenólico.

[3] Eyres L, Eyres MF, Chisholm A, Brown RC. Coconut oil consumption and cardiovascular risk factors in humans. Nutr Rev 74(4):267-80, 2016

abran3

Comentário: Esse é um artigo de revisão e que precisa ser interpretado corretamente. Trata-se de um trabalho de revisão de outros 21 artigos de pesquisa, sendo oito ensaios clínicos e 13 estudos observacionais.

Em síntese esses trabalhos mostram que o óleo de coco aumenta mais o colesterol total e o LDL que óleos vegetais insaturados, porém menos que manteiga. A conclusão é que as evidências sugerem que substituir óleo de coco por óleos vegetais altera os perfis lipídicos de modo a reduzir os fatores de risco em relação a doenças cardiovasculares. Entretanto os autores afirmam que a relação entre colesterol total e HDL não foi examinada.

Temos aqui uma conclusão parcial e que permite outras interpretações. Em primeiro lugar, precisamos analisar o perfil lipídico incluindo os quatro principais elementos do perfil lipídico, CT, HDL, LDL e triglicérides, o que não ocorre. Em segundo lugar, colesterol pode não ser causa, mas efeito de problemas. Em terceiro lugar, pessoas que vivem mais, em geral, apresentam um colesterol mais alto.

Para uma análise mais completa veja nosso ebook gratuito A Verdade sobre o Colesterol. Outra sugestão seria ouvir o podcast feito pelo Rodrigo Polesso entrevistando o Dr Souto.

[4] DebMandal M, Mandal S. Coconut (Cocos nucifera L.: Arecaceae): in health promotion and disease prevention. Asian Pac J Trop Med 4(3):241-7, 2011.

abran4

Comentário: Este artigo é muito mais favorável do que crítico em relação ao coco e não apenas ao óleo de coco. Cita propriedades antibacterianas, antifúngicas, antivirais, antiparasiticas, antidematófitas, antioxidantes, hipoglicêmicas, hepatoprotetoras e imunoestimulantes. A última sentença do resumo afirma que a revisão descreve fatos e fenômenos relacionados ao uso do coco em saúde e prevenção de doenças.

[5] Lockyer, S, Stanner S. Coconut oil–a nutty idea?. Nutrition Bulletin, 41(1), 42-54, 2016

abran 5.1

abran5.2abran 5.3

Comentário:  Artigo interessante que vale a leitura e que foi elaborado pela Fundação de Nutrição Britânica. O tom do trabalho é semelhante ao da Abran. A orientação, com base nos conhecimentos atuais sobre gorduras saturadas e doença cardiovascular em relação ao óleo de coco é para ser consumido com pouca frequência. Aqui voltamos aos mesmo pontos da terceira referência, comentada acima.

[6] Fernando WMADB, Martins IJ, Goozee KG, Brennan CS, Jayasena V, Martins RN. The role of dietary coconut for the prevention and treatment of Alzheimer’s disease: potential mechanisms of action. Br J Nutr, 114(1), 1-14, 2015.

abran 6

Comentário: Vejam a partir da segunda linha, “embora reconhecido como conteúdo de altos níveis de gordura saturada, uma visão mais detalhada sugere que o coco deva ser considerado mais favoravelmente devido incluir ácidos graxos de cadeia média (MCFA) que são facilmente absorvidos e metabolizados pelo fígado e que acabam se tornando importantes fontes de energia para o cérebro. O artigo discute o papel potencial de suplementação do coco como opção para prevenção e gestão da doença de Alzheimer.

[7] Prior IA, Davidson F, Salmond CE, Czochanska Z. Cholesterol, coconuts, and diet on Polynesian atolls: a natural experiment: the Pukapuka and Tokelau island studies. Am J Clin Nutr, 34(8), 1552-61, 1981.

abran7

Comentário: A relação do uso do óleo de coco com o fato da doença vascular ser incomum em duas populações polinésias. Não há evidências de que a ingestão de muita gordura saturada ter efeito prejudicial nestas populações.

[8] Assunção ML, Ferreira HS, Santos EAF, Cabral Jr R, Florêncio MMT. Effects of dietary coconut oil on the biochemical and anthropometric profiles of women presenting abdominal obesity. Lipids, 44:593–601, 2009

abran8

Comentário: Vejam a última frase, … parece que a suplementação dietética de óleo de coco não causa dislipidemia e aparenta promover a redução da obesidade abdominal.

[9] Liau KM, Lee YY, Chen CK, Rasool AHG. An open-label pilot study to assess the efficacy and safety of virgin coconut oil in reducing visceral adiposity. ISRN Pharmacology, doi:10.5402/2011/949686, 2011.

abran9

Comentário: Vejam a última frase, conclusão, óleo de coco extravirgem é eficaz para redução da circunferência da cintura especialmente em homens e seguro para o uso em humanos.

10] Poppitt SD, Strik CM, MacGibbon AKH, McArdle BH, Budgett SC, McGill AT. Fatty acid chain length, postprandial satiety and food intake in lean men. Physiol Behav, 101:161–7, 2010.

abran10

Comentário: Vejam título, problema, objetivo e conclusões. Sem relação direta com o tema. Não há evidências de de que a extensão da cadeia de ácidos graxos exerça algum efeito nas medidas de apetite e ingestão alimentar, quando seguindo um único teste de gordura em participantes magros.

Agora uma lista de outras referências obtidas no PubMed e que apontam resultados que também devem ser considerados.

1. Óleo de coco: tratamento de droga não alternativa contra a doença de Alzheimer

ref1

Comentário: Embora preliminar, este estudo demonstrou influência positiva do óleo de coco no nível cognitivo de pacientes sujeitos a doença de Alzheimer. Tal melhoria é dependente de gênero, presença ou ausência de diabates e grau da demência.

2. Atividades anti-inflamatórias, analgésica e antipirética do óleo de coco virgem

ref2

Comentário: os resultados sugerem efeitos anti-inflamatórios, analgésicos e antipiréticos do óleo de coco virgem.

3. Estudo piloto para assessar a eficácia e segurança do óleo de coco virgem na redução de adiposidade visceral

ref3

Comentário: conclusão: óleo de coco virgem é eficaz para redução da circunferência da cintura especialmente em homens e é seguro para o uso em seres humanos.

4. Óleo de coco protege neurônios corticais da toxicidades beta amiloide melhorando a sinalização modos de sobrevivência celular.

ref4

Comentário: tratamento com óleo de coco aumenta os corpos cetônicos. Os dados bioquímicos sugerem a influência de sobrevida do óleo de coco.

5. Dieta rica em óleo de coco extra virgem aumenta o HDL e diminui a circunferência da cintura e massa corporal em pacientes com doença de artéria coronária

ref5

6. Efeitos antiestresse e antioxidante in vivo do óleo de coco virgem

ref6

Comentário: os resultados sugerem o valor potencial do óleo de coco cirgem como óleo funcional antiestresse.

7. Efeitos do óleo de coco virgem como suplementação em qualidade de vida entre pacientes com câncer de mama

ref7

8. Efeitos benéficos do óleo de coco virgem em parâmetros lipídicos e em oxidação de LDL in vitro

ref8

9. Efeito de proteção renal do óleo de coco virgem em ratos com dieta hipertensiva induzida por óleo de palma

ref9

Comentário: o óleo de coco virgem tem o potencial de reduzir o desenvolvimento da problemas de hipertensão  e renais induzidos por dieta de óleo aquecido, possivelmente devido aos efeitos protetivos antioxidantes nos rins.

10. Óleo de coco virgem mantém redução de oxidação e melhora condições glicêmicas em ratos alimentados com alto teor de frutose

ref10

Comentário: os resultados sugerem que o óleo de coco virgem pode ser eficiente nutracêutico na prevenção do desenvolvimento de dieta induzida por resistência insulínica e complicações associadas possivelmente através de sua eficácia antioxidante.

11. Comparação da eficácia antibacteriana do óleo de coco e clorexidina em Streptococcus mutans: um estudo in vivo

ref11

12. Efeitos do óleo de coco em gengivite relacionada com placas – relatório preliminar

ref12

Se você tem interesse em aprender a testar e identificar as necessidades nutricionais e suplementares pessoais, inscreva-se na nossa lista.

Por fim, uma listagem obtida no GreenMedInfo de outros artigos envolvendo o uso de óleo de coco:

1. A diet rich in extra virgin coconut oil seems to favour the reduction of waist circumference and the increase of HDL-C concentrations.DEC 31, 2014
2. Although permethrin lotion is still effective for some people, coconut and anise spray can be a significantly more effective alternative treatment.JAN 01, 2010
3. Coconut kernel protein favorably modifies the effect of coconut oil on serum lipids.JAN 01, 1999
4. Coconut oil gargling is as effective as using chlorhexidine mouthwash for the reduction of S. mutans.AUG 31, 2016
5. Coconut oil is superior to mineral oil in treating dry skin.AUG 31, 2004
6. Coconut oil was found to be beneficial in female patients with Alzheimer’s dementia.DEC 31, 2014
7. Dietary coconut oil elevates HDL and reduces abdominal obesity in women.JUL 01, 2009
8. Medium Chain Triglycerides (coconut fat) increase cognitive performance in Alzheimer’s disease.MAR 22, 2006
9. Oil pulling can be explored as a safe and effective alternative to Chlorhexidine.DEC 31, 2015
10. Oil pulling using coconut oil could be an effective adjuvant procedure in decreasing plaque formation and plaque induced gingivitis.FEB 28, 2015
11. Virgin coconut oil consumption reduced the side effects of chemotherapy and helped improve the functional status and the quality of life of breast cancer patients.DEC 31, 2013
12. Virgin coconut oil is safe and effective in reducing visceral adiposity in obese, though healthy, men.JAN 01, 2011
13. Virgin coconut oil is superior to mineral oil in treating atopic dermatitis in a pediatric population.DEC 09, 2013
14. Ylang ylang oil and lemongrass oil are suitable to be used as green repellents for mosquito control, which are safe for humans, domestic animals and environmental friendly.JAN 31, 2015
15. Caprylic triglyceride impove certain cases of mild-to-moderate Alzheimer’s disease.DEC 31, 2012
16. Coconut oil may have therapeutic value in treating acute aluminium phosphide poisoning.APR 01, 2005
17. Coconut and olive oil consumption is associated with higher levels of testosterone and antioxidants in the testes of rats.FEB 01, 2010
18. Coconut oil exhibits beneficial properties for cardiovascular health.JAN 01, 2012
19. Coconut oil has anti-inflammatory, analgesic and antipyretic activities.FEB 01, 2010
20. Coconut oil is an effective burn wound healing agent.AUG 01, 2008
21. Coconut oil is superior to safflower oil in enhancing the absorption of tomato carotenoid in an animal model.AUG 06, 2012
22. Coconut oil reduces prostate weight to body ratio.JUL 01, 2007
23. Coconut oil reduces ruminal fermentation and methanol production in lactating dairy cows.JAN 01, 2011
24. Coconut oil supplementation combined with exercise training for 30 days promotes beneficial effects on the cardiovascular system of spontaneous hypertensive rats.MAR 31, 2015
25. Coconut water and coconut milk have antiulcerogenic activity.JUL 01, 2008
26. Dietary coconut oil increases conjugated linoleic acid-induced body fat loss in mice.OCT 15, 2005
27. Olive oil contains protective agents that block the expansion of brain core at the expense of penumbral neurons.OCT 31, 2015
28. Roselle seed oil reduces hyperlipidemia and hypercholesterolemia.DEC 31, 2016
29. VCO-treated wounds in rats healed much faster due to higher collagen and antioxidant enzyme activities.JAN 01, 2010
30. Virgin coconut oil could be an efficient nutraceutical in preventing the development of diet induced insulin resistance and associated complications.DEC 31, 2015
31. Virgin coconut oil extract has potential of ameliorating the deleterious effects on testicles caused by highly active antiretroviral therapy.SEP 30, 2016
32. Virgin coconut oil has a potential to reduce the development of hypertension and renal injury induced by dietary heated oil.SEP 30, 2016
33. Virgin coconut oil improves hepatic lipid metabolism in rats–compared with copra oil, olive oil and sunflower oil.OCT 31, 2012
34. Virgin coconut oil prevented lipid peroxidation and increased the antioxidant enzymes in the osteoporotic rat model.DEC 31, 2011
35. Virgin coconut oil reduces total cholesterol, triglycerides, phospholipids, LDL, and VLDL cholesterol levels and increased HDL cholesterol in serum and tissues.SEP 01, 2004
36. Virgin coconut oil supplementation ameliorates cyclophosphamide-induced systemic toxicity in mice.MAR 23, 2015
37. Virgin coconut oil supplementation attenuates acute chemotherapy hepatotoxicity induced by anticancer drug methotrexate via inhibition of oxidative stress in rats.JAN 05, 2017
38. Wet process coconut oil extraction is superior to dry extraction in improving lipid metabolic and antioxidant status in cholesterol coadministered rats.AUG 01, 2009
39. Coconut Oil Attenuates the Effects of Amyloid-β on Cortical Neurons In Vitro.OCT 21, 2013
40. Coconut oil has antimicrobial activity on Candida species.JUN 01, 2007
41. Coconut oil intake may improve brain health by directly activating ketogenesis in astrocytes.JUL 31, 2016
42. Coconut oil is traditionally used in Indonesian folk medicine for wound management.APR 01, 2002
43. Coconut oil protects cortical neurons from amyloid beta toxicity by enhancing signaling of cell survival pathways.JAN 22, 2017
44. In Silico and wet lab studies reveal the cholesterol lowering efficacy of lauric acid.SEP 26, 2016
45. Phenolic compounds and hormones (cytokinins) found in coconut may assist in preventing the aggregation of amyloid-β peptide, potentially inhibiting a key step in the pathogenesis of AD.MAY 21, 2015
46. Safety study: coconut oil is safe as a cosmetic ingredient.APR 30, 2011