Você já caiu na tentação de comer um pote de brigadeiro justo depois que prometeu que ia parar de comer doce?

Isso aconteceu por falta de força de vontade?

Se não foi força de vontade fraca, o que fazer então?

Miniatura força de vontade“Você não sabe o que é suficiente a menos que saiba o que é mais do que suficiente”
William Blake

Não podemos contar com força de vontade para sucesso de dieta

Nesta série de textos, na qual estamos estudando a identificação do tipo metabólico, vimos no último post por que dietas não funcionam. Hoje vamos te mostrar que também não podemos depender de força de vontade quando se trata de saúde sustentável.

Normalmente as pessoas aplicam a força de vontade quando buscam melhorar a si próprias, mudar de dieta, de hábitos ou até o temperamento.

Fato é que toda tentativa de mudança que se apoia na força de vontade está condenada a falhar.

Conflito íntimo

Quando você resolve parcialmente uma coisa e diz que vai se obrigar a fazer aquilo, você está criando um conflito íntimo, você está dividido. Em algum nível você não quer fazer aquilo. No próximo momento de fraqueza, os verdadeiros desejos vão acabar se manifestando. A atenção dispersa e a pessoa procrastina o que havia decidido.

Acontece a autossabotagem e pessoa promete que continua amanhã, segunda-feira ou semana que vem… Em uma consciência dividida a força de vontade é fraca.

Em suma: depender de força de vontade revela desconfiança em si mesmo.

Pare de lutar contra suas vontades. Pare de tentar ser quem você não é. Seja você mesmo! A verdadeira força de vontade, ou disciplina, é prestar atenção e lembrar de si mesmo; se manter em equilíbrio sem necessidade de força ou conflito interior. Isso é natural e fortalece a pessoa.

Aplique sua força de vontade para descobrir e desenvolver seu verdadeiro propósito pessoal, algo que seja excitante e prazeroso para você.

O corpo é amigo, fala a verdade e também quer nosso bem comum

É preciso ter coragem para abandonar os hábitos de desconfiança, de restrição e de negação para confiar que o corpo é amigo, fala a verdade e busca nosso bem comum.

No campo da dieta, a disciplina é natural quando integra a experiência do comer com a atenção sobre você mesmo. Em vez de opor mente e corpo, a força de vontade precisa ampliar a sensibilidade e confiança no corpo. Precisamos parar de ver o corpo e seus desejos como inimigos, mas aprender a ouvir as mensagens que ele envia através de apetites e gostos.

“Aqueles que reprimem desejos, o fazem porque são fracos o suficiente para serem reprimidos;
E a repressão ou Razão usurpa o espaço e governa o relutante”
William Blake

Tenha confiança nos sinais corporais

Quando se confia nos sinais corporais abrem-se níveis mais sutis de sensibilidade e unidade corpo-mente-espírito. Uma dieta verdadeiramente saudável não sacrifica a satisfação, pelo contrário pode abrir novas dimensões de satisfação e prazer.

Autonomia em saúde é ter a coragem de assumir o que é bom para você e, principalmente, não ser submisso as crenças que foram e que continuam nos sendo impostas.

Se você gostou desse tema e quer saber unir Autonomia em Saúde e Força de Vontade, assine nossa lista, esta é uma das aulas do Programa de Identificação do Tipo Metabólico que estamos preparando para te ajudar a aprender como atender de modo compreensivo suas necessidades nutricionais e suplementares.

Assine a lista aqui

Sugestão de leitura

EISENSTEIN, Charles. The Yoga of Eating: Tanscending diets and dogma to nourish the natural self. Third printing. Washington, DC, USA: New Trends Publishing, 2003.