6

Por qual motivo estudo a saúde

A experiência dos últimos anos me forçou a estudar saúde. Principalmente devido ao fato de ser a base para pensar claro, alcançar objetivos e viver melhor. Sempre que fazia exames de rotina, era orientado a fazer uso de medicamento para baixar o colesterol alto. Recusei diversas vezes, pois não me parecia lógico ter que ingerir uma droga pelo resto da vida.

Em 2009, influenciado por alguns amigos que estavam seguindo orientações similares e, com foco em prevenção, fiz uso de crestor por seis meses. Os efeitos colaterais foram preocupantes. Moleza, dores nas articulações, sonolência, redução de lucidez (brain fog) e da memória. Os resultados da pesquisa, que já dura seis anos, são ao mesmo tempo impactante e instigante.

ScreenHunter_07 Apr. 04 19.04

Resultados impactantes das pesquisas

Impactante, pois o vilão dos problemas cardíacos não é o colesterol, mas o açúcar. Não apenas o “tratamento do colesterol”, mas a medicina de modo geral é altamente questionável. Em termos de problemas agudos a alopatia costuma ser bem eficiente. Entretanto, quando se considera a atual epidemia de doenças crônicas, a boa medicina passou a ser aquela que educa mais e trata menos.

2

Contexto atual da saúde

O contexto atual de saúde pode ser bem sintetizado por um artigo de análise publicado, em 3 de maio de 2016, no conceituado British Medical Journal (BMJ), denominado Erro médico – a terceira principal causa mortis nos EUA (Medical error – the third leading cause of death in the US).

Os autores, Martin A Makary e Michael Daniel, demonstram a séria crise na saúde. As pessoas morrem mais em virtude dos cuidados e tratamentos a que são submetidas do que propriamente das doenças que sofrem. Drogas são tóxicas, mascaram sintomas e não curam. Pior, promovem falsas esperanças, benéficas apenas para os grandes interesses corporativos.

Imagem saúde 6

Resultados instigantes das pesquisas

Instigante quando se compreende que a saúde, em primeiríssimo lugar, resulta das opções pessoais. Quem não gostaria de saber como melhorar? A etimologia no ensina que a palavra doutor significa professor. É preciso educar cada paciente quanto a poder decidir pelo que lhe faz bem em detrimento do que lhe faz mal.

Saúde não pode ser terceirizada, apenas pode ser alcançada a partir de si próprio. Nenhum terapeuta cura qualquer pessoa, no máximo ajuda o processo de autocura do consulente. Saúde bioquímica, psicológica e espiritual é algo individual e intransferível. Cada um é diferente, com problemas até parecidos mas nunca os mesmos.

ScreenHunter_21 Apr. 04 19.35

Saúde é estilo de vida

É preciso reconhecer o poder de recuperação do corpo humano quando se identifica e atende as leis biológicas e naturais. Depende do estilo de vida pessoal que inclui: nutrição; movimento, sono; mentalidade; ambiente e comunidade. Prevenir e curar doenças é gerenciar estresse, ter contato com a natureza, exercitar-se ao ar livre, respirar ar puro, expor-se à luz solar, ingerir água de qualidade e, principalmente, alimentar-se de modo não tóxico e seguindo o equilíbrio ideal e pessoal de macro e micronutrientes.

Untitled design (8)

Educação em saúde

A verdadeira educação em saúde, no contexto atual, implica em ensinar o interessado a focar atenção e reflexão no fortalecimentos de bem-estar e resiliência capazes de relacionar causa e efeito, identificar e definir de problemas, selecionar fontes de informações confiáveis, equacionar soluções e tomar decisões inteligentes.

Questionário

Papel da doença

Vale finalizar enfatizando o papel da doença, nem sempre de todo ruim. Paradoxalmente, assim como a zona de conforto pode estagnar, o sofrimento, por vezes, é o professor que aponta o caminho da autorregeneração, essência da saúde sustentável, transformador de sonhos em realidade e base da vida plena.

ScreenHunter_02 Apr. 04 18.58

Saudações

Esperando que tenhamos sidos úteis,

Votos de uma vida plena em saúde,

Antonio Pitaguari