Você está desenvolvendo autonomia em saúde?

Desenvolver autonomia em saúde é estar consciente de trilhar um processo contínuo formado por ciclos saúde-doença, afinal uma semente deve romper-se para haver a renovação de si mesmo.

Experiências,  leituras e registros diários relevantes constituem o básico a fim de ampliar a autoconsciência de pensamentos, sentimentos e ações.

Em suma, trabalhar sobre si mesmo.

 

Como saber se você está realmente melhorando?

A jornada em direção à saúde e equilíbrio é tão extensa que parece exigir mais do que uma vida inteira, talvez uma série de existências…

A ideia é que experiência e o saber vão se construindo e acumulando até um determinado dia, quando lá está você, melhor e mais evoluído. Isso pode parecer inexato, o que é perfeitamente compreensível, mas trata-se da vida como ela é.

Nesse sentido, vale conferir uma interessante ferramenta para verificar se estamos melhorando em vez de simplesmente se sentindo melhor, ou de apenas se sentindo satisfeito.

 

Sinais da Autonomia em Saúde

Epíteto sugere 11 sinais para ajudar a identificar quem realmente está fazendo progresso:

  1. Manter postura equilibrada, motivada e acolhedora.
  2. Quando cumprimentado, sorrir.
  3. Quando frustrado ou incapacitado, responsabilizar a si mesmo.
  4. Quando criticado, considerar sem se abalar.
  5. Não criticar ninguém.
  6. Não exaltar ninguém.
  7. Não culpar ninguém.
  8. Não acusar ninguém.
  9. Não afirmar nada sobre si mesmo que possa indicar que seja melhor ou que sabe mais.
  10. Interromper desejos prejudiciais.
  11. Observar o próprio ego como se fosse inimigo planejando um ataque.

 

Efeitos da Autonomia em Saúde

Quem está se desenvolvendo, vê melhorias em todos esses itens.

Claro que não o tempo todo e, certamente, não em todas as áreas simultaneamente.

Mas quem faz progresso passa a culpar menos as causas externas, a aproveitar as críticas construtivas e a ignorar as críticas negativas, bem como a avaliar cada indivíduo segundo seu próprio potencial, sem nivelar as pessoas. Afinal. cada um é único e tem circunstâncias individuais e específicas.

Ter autonomia em saúde implica em ser mais modesto e com menos desejos. Mais responsável, capaz de se observar e perceber melhor.

Isso é ter saúde realmente.

 

Teste do Progresso em Autonomia em Saúde

Para concluir, eis três questões fundamentais para testar seu nível de autonomia em saúde:

De que modo você avalia seu progresso em termos de autonomia em saúde?

O que poderia melhorar?

Como e quando?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *