Como personalizar a dieta II

 Personalização da Dieta
Para você que tem interesse em Saúde de Dentro para Fora, hoje queremos te falar como o paradigma metabólico pode te ajudar a identificar e personalizar alimentos e suprimentos adequados para você.

Nutrição é a verdadeira Medicina

Há 2500 anos, Hipócrates, considerado o pai da medicina chamou atenção para fazer do alimento o remédio e do remédio o alimento. Entretanto, mais do nunca permanece a dúvida de qual alimento selecionar.

Entretanto, dietas não funcionam

Nós já tratamos anteriormente do mito das dietas, ou seja, as dietas não funcionam.

Leia o resumo da resenha

Aqui para baixar o ebook com a resenha completa

Saúde é o estilo de vida de ouvir a si mesmo

Você precisa de um estilo de vida com uma alimentação a mais variada possível, livre de produtos processados, com pouco açúcar e uma quantidade de gordura boa que atenda suas necessidades individuais.

Acima de tudo, você precisa ouvir, respeitar e atender seus apetites corporais.

Macronutrientes

Como você sabe, o alimento se divide em três tipos básicos de macronutrientes: carboidrato, proteína e gordura.

Qual o percentual adequado de cada macronutriente?

No quadro podemos ver três tipos principais que sintetizam as melhores dietas.  As colunas apontam as proporções de cada macronutriente. Vale observar as 9 dietas mais eficientes divididas em 3 tipos (De Souza et al., 2008):

  1. Dietas de baixo carboidrato: dieta cetogênica, dieta Atkins e dieta de baixo carboidrato.
  2. Dietas de carboidrato moderado: dieta paleo, dieta mediterrânea e dieta da zona.
  3. Dietas de alto carboidrato: dieta comum (do povo estadunidense), dieta vegetariana e dieta vegana (Ornish).

Variação dos macronutrientes

Como é possível perceber a distribuição dos macronutrientes varia da água para o vinho.

Proteína não varia tanto (vai de 17 a 30%), mas carboidrato e gordura variam inversamente, enquanto um aumenta o outro diminui: Carboidrato varia entre 5 a 75%, gordura de 7 a 75%.

Qual a dieta mais indicada para você?

Agora a pergunta que não quer calar: Qual a dieta mais indicada para você?

Como temos visto nos trabalhos anteriores, saúde tem relação direta com o funcionamento do sistema nervoso que se divide em sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal) e sistema nervoso periférico (sistema nervoso motor: atividades voluntárias e sistema nervoso autônomo: atividades vegetativas involuntárias).

O funcionamento do sistema nervoso autônomo é importante que seja identificado, pois seu funcionamento permite definir suas necessidades nutricionais e suplementares.

Na figura é possível observar que o sistema nervoso autônomo se divide em simpático e parassimpático, cuja influência de cada um se alterna continuamente.

Sistema nervoso simpático

O simpático, chamado de fuga ou luta, dilata a pupila e brônquios, aumenta o batimento cardíaco dispara adrenalina, ou seja prepara o indivíduo para a ação.

Sistema nervoso parassimpático

O parassimpático, descanso e digestão, contrai pupila e brônquios, reduz o batimento cardíaco e promove relaxamento e digestão.

Paradigma metabólico

Conforme o paradigma metabólico, cada pessoa tem um modo individual de funcionamento do sistema nervoso.

Assim, existem pessoas com ambos os sistemas funcionando de modo estável e equilibrado, desde um equilíbrio muito eficiente, moderado, pouco eficiente ou ineficiente.

Outras pessoas podem ter o simpático muito eficiente com o parassimpático ineficiente ou vice-versa, o parassimpático muito eficiente e o simpático ineficientes. Isso em diversos níveis de eficiência ou ineficiência.

Assim, o paradigma metabólico que seguimos prevê 12 tipos e subtipos metabólicos.

  1. Quanto maior o domínio do simpático mais vegetariana e alcalina deve ser a dieta.

2. Por outro lado, pessoas com domínio do parassimpático funcionam melhor com uma dieta mais ácida a base de carne e gordura, para quem folhas verdes e frutas cítricas não funcionam muito bem.

3. Pessoas com o equilíbrio metabólico encontram-se entre os dois extremos do simpático e do parassimpático e para quem uma dieta variada incluindo alimentos de fontes animais e de plantas funciona muito bem.

Se você tem interesse em Saúde de Dentro para Fora assine a lista da Autonomia em Saúde para receber mais informações.

Clique aqui para receber informações…

Muito grato pela atenção,

REFERÊNCIAS

1. De Souza RJ et al. Alternativas para ingestão de macronutrientes… American Journal of Clinical Nutrition, vol. 88, n. 1, 2008, p. 1-11.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *